Informações da página

Você está em: Página Inicial > Comunicação > Notícias

Início do conteúdo

Primeira aula prática após a aprovação da Comissão de Ética no Uso de Animais do IFRS é realizada no Câmpus Sertão

Primeira aula prática com animais aprovada e regulamentada pela Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA-IFRS) foi no Centro de Equoterapia do Câmpus Sertão

O Câmpus Sertão do IFRS teve a primeira aula prática com animais aprovada e regulamentada pela Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA-IFRS). Foi com os cavalos do Centro de Equoterapia na quinta-feira (05/12), na disciplina de Ezoognósia, ministrada pelo professor Elísio De Camargo Debortoli no curso de Zootecnia (4º semestre). De acordo com o professor, a Ezoognósia aborda avaliações morfológicas (visuais) dos animais de interesse zootécnico, especialmente em julgamentos em feiras e exposições.

A atividade prática de identificação da idade dos equinos por meio da avaliação da dentição e a realização da resenha dos animais (envolvendo a caracterização da raça, sexo, pelagem, marcas e cicatrizes, ou seja, uma espécie de identificação única do animal) foi submetida a CEUA-IFRS, sendo aprovada na reunião ordinária do dia 08 de novembro.

"Por se tratar de uma atividade com baixo grau de invasividade (GI-1), foi possível executá-la com tranquilidade, na data prevista no Setor de Equoterapia do IFRS Câmpus Sertão com a utilização de quatro equinos, sendo três machos e uma fêmea", conta o professor Elísio.

A Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA-IFRS) foi implantada no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul seguindo os princípios legais, definidos pela Lei 11.794/2008, que norteiam o uso de animais vertebrados em atividades didáticas e científicas. As atribuições e competências da CEUA-IFRS seguem a Lei 1.794/2008 e demais Resoluções do CONCEA - Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal. A CEUA-IFRS tem sede no Câmpus Sertão e cumpre as determinações do Regimento Interno da CEUA-IFRS, aprovado pelo CONSUP.

Conforme a coordenadora do Departamento de Pesquisa do Câmpus Sertão, Rosilene Kaizer Perin, todas as atividades didático-científicas que, no âmbito do IFRS, utilizarem animais vertebrados (filo Chordata, subfilo Vertebrata) somente poderão ser realizadas mediante aprovação prévia do protocolo pela CEUA-IFRS.

"O projeto ou plano de aula protocolado será encaminhado a um relator, membro da CEUA, que elaborará um parecer consubstanciado quanto à adequação aos princípios bioéticos e diretrizes legais para utilização de animais vertebrados em atividades didático-científicas. O presente parecer será apreciado pela CEUA, e poderá ser referendado ou não pela comissão, que emitirá parecer", explica.

Integram a CEUA-IFRS a coordenadora do Departamento de Pesquisa do Câmpus Sertão, Rosilene Kaizer Perin, os professores do Câmpus Elísio de Camargo Debortoli da área de Reprodução Animal, Fernanda Alves de Paiva da áreade Nutrição e Fisiologia Animal, Juliana dos Santos da área de Nutrição de Ruminantes e Produção Animal e Juliano Hideo Hashimoto da área de Produção Animal; além do professor Eliézer Pegoraro da área de Sanidade Animal do Câmpus Ibirubá; e da representante da Sociedade Protetora dos Animais Marcelle Nogueira Toscani de Raya Nedel.

Veja mais

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Câmpus Sertão

Rodovia RS 135, Km 25 | Distrito Eng. Luiz Englert | CEP: 99170-000 | Sertão/RS

E-mail: comunicacao@sertao.ifrs.edu.br | Telefone: (54) 3345-8000 | Fax: (54) 3345-8006/8022/8003