Informações da página

Você está em: Página Inicial > Comunicação > Notícias

Início do conteúdo

Outubro Rosa: Campus promove palestras de conscientização sobre o câncer de mama

A atividade foi promovida pelo projeto Educação, Cultura e Saúde - Ações Educativas no IFRS - Campus Sertão do Departamento de Assistência ao Educando (DAE)

Discentes e servidores do Campus puderam acompanhar na quarta-feira, dia 21/10, palestras de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama. A atividade foi alusiva ao Outubro Rosa e promovida pelo projeto Educação, Cultura e Saúde - Ações Educativas no IFRS - Campus Sertão do Departamento de Assistência ao Educando (DAE). Foram convidadas a falar sobre o assunto no Campus as enfermeiras Neiva da Silva e Taíze Vieiro.

A atividade para os alunos teve início às 10h15min. Às 13h30min a palestra foi direcionada aos servidores do Campus. As duas palestras aconteceram no auditório José Leocyr Dornelles Minussi.

 

Fatores ambientais e comportamentais do câncer de mama:

Obesidade e sobrepeso após a menopausa;

Sedentarismo (não fazer exercícios);

Consumo de bebida alcoólica;

Exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X).

 

Fatores da história reprodutiva e hormonal

Primeira menstruação (menarca) antes de 12 anos;

Não ter tido filhos;

Primeira gravidez após os 30 anos;

Não ter amamentado;

Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos;

Uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona);

Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos.

 

Fatores genéticos e hereditários*

História familiar de câncer de ovário;

Vários casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos;

História familiar de câncer de mama em homens;

Alteração genética, especialmente nos genes BRCA1 e BRCA2.

*A mulher que possui um ou mais desses fatores genéticos/ hereditários é considerada com risco elevado para desenvolver câncer de mama.

 

Fatores de proteção

Estima-se que 30% dos casos de câncer de mama possam ser evitados quando são adotadas práticas saudáveis como:

Praticar atividade física;

Alimentar-se de forma saudável;

Manter o peso corporal adequado;

Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;

Amamentar.

 

Sinais e sintomas

Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor;

Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;

Alterações no bico do peito (mamilo);

Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;

Saída espontânea de líquido dos mamilos

Ao identificarem alterações persistentes nas mamas, as mulheres devem procurar imediatamente um serviço para avaliação diagnóstica. No entanto, tais alterações podem não ser câncer de mama.

 

Detecção precoce

O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando assim as chances de tratamento e cura.

Todas as mulheres, independentemente da idade, podem conhecer seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. É importante que as mulheres observem suas mamas sempre que se sentirem confortáveis para tal (seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem técnica específica, valorizando a descoberta casual de pequenas alterações mamárias. A maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelas próprias mulheres.

Além de estar atenta ao próprio corpo, também é recomendado que mulheres de 50 a 69 anos façam uma mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas.

 

Movimento Outubro Rosa

O movimento conhecido como Outubro Rosa nasceu nos Estados Unidos, na década de 1990, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. A data é celebrada anualmente com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama e promover a conscientização sobre a importância da detecção precoce da doença.

Desde 2010, o INCA participa do movimento, promovendo espaços de discussão sobre câncer de mama, divulgando e disponibilizando seus materiais informativos, tanto para profissionais de saúde quanto para a sociedade.

Em 2015, a campanha do INCA no Outubro Rosa tem como objetivo fortalecer as recomendações para o diagnóstico precoce e rastreamento de câncer de mama indicadas pelo Ministério da Saúde, desmistificando crenças em relação à doença e às formas de redução de risco e de detecção precoce.

Espera-se ampliar a compreensão sobre os desafios no controle do câncer de mama. Esse controle não depende apenas da realização da mamografia, mas também do acesso ao diagnóstico e ao tratamento com qualidade e no tempo oportuno. Ressalta-se ainda a necessidade de se realizar ações ao longo de todo o ano e não apenas no mês de outubro.

FONTE: INCA

Galeria

Palestrantes: enfermeiras Neiva da Silva e Taíze Vieiro Palestra aos discentes ocorreu no turno da manhã Palestra aos discentes ocorreu no turno da manhã

Veja mais

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Câmpus Sertão

Rodovia RS 135, Km 25 | Distrito Eng. Luiz Englert | CEP: 99170-000 | Sertão/RS

E-mail: comunicacao@sertao.ifrs.edu.br | Telefone: (54) 3345-8000 | Fax: (54) 3345-8006/8022/8003