Informações da página

Você está em: Página Inicial > Comunicação > Notícias

Início do conteúdo

Campeão gaúcho no vôlei masculino, Campus se prepara para a fase nacional dos Jogos Escolares da Rede Federal

Treinamento exige dedicação dos atletas

Antes de nascer o sol, alguns alunos do Campus Sertão do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) já estão suando na quadra. O motivo é o treino para a etapa nacional dos Jogos Escolares da Rede Federal. A equipe do Campus foi a campeã gaúcha na categoria vôlei masculino e se prepara para a disputa da fase nacional, entre os dias 23 e 29 de maio.

 

Na final estadual em Pelotas, no mês de dezembro, o Campus Sertão sagrou-se campeão em disputa com o Campus Pelotas do IF Sul-rio-grandense.

A preparação para a fase nacional está exigindo bastante dedicação dos atletas. O treino começa às 6 horas, de segunda a sexta-feira, e às 8 horas a grande maioria já está em sala de aula.

 

"Nosso objetivo é fazer bons jogos e dar o máximo para tentarmos sair vitoriosos", aponta o atleta Marcos Miozzo, 16 anos.

 

O professor de Educação Física Luiz João Rossetto é responsável por conduzir os treinamentos. A rotina de trabalho duro iniciou ainda em fevereiro, quando os alunos dos cursos técnicos retornaram à instituição. Em março, com o início das aulas dos cursos de graduação, a equipe ficou completa.

 

Apesar de muitos jovens da equipe não terem atingido a idade necessária para disputar os jogos, todos participam dos treinos. "É uma forma de já preparar os mais jovens para os Jogos Escolares do Rio Grande do Sul", aponta o treinador.

 

A instituição já foi quatro vezes campeã da etapa estadual: em 1996 no município de Bento Gonçalves; em 1997 em Santa Maria; em 2004 em Pelotas; e no ano de 2009, também em Pelotas. Contudo, é a primeira vez que participa da fase nacional.

 

O grupo já não é mais o mesmo que se sagrou campeão gaúcho. Alguns alunos saíram para estágio e foram substituídos por novos. "Essas mudanças acabaram alterando o ritmo dos treinos. Tivemos que, praticamente, recomeçar o trabalho, mas já estamos avançando", conta o treinador.

 

Integram a equipe: Anderson Rezzadori (acadêmico do curso de Engenharia Agronômica), os irmãos Gilmar Schirman e Gilson Schirman, Alan Lauxen, Marcos Toebe, e Ithalo Santos (acadêmicos do curso de Tecnologia em Agronegócio), Marcos Miozzo, Eduardo Schmatz, Raian de Quadros, Josiel Bordignon, Guilherme Peruchin, Leonardo de Oliveira, Daniel Kosvoski, Diego dos Santos e Cassiano Feder (alunos do curso Técnico em Agropecuária), Maxinei Teichmann (aluno do curso Técnico em Manutenção e Suporte em Informática), Maicon Colognese (aluno do curso Técnico em Agropecuária Pós-Médio).

 

Conforme o atleta Josiel Bordignon, 17 anos, desde os jogos classificatórios em Bento Gonçalves a equipe está bastante motivada e trabalha para conquistar ainda mais vitórias. "Nosso maior objetivo é representar bem o Campus e os nossos colegas. Só quem estuda no Campus sabe o que é representar essa instituição. Até a torcida é diferente. Ser agricolino torna tudo mais intenso", diz.

Ele confessa que antes de ingressar na instituição não praticava vôlei, apesar de admirar a geração vitoriosa de Giba. "Depois que comecei a jogar, gosto mais do esporte a cada dia", revela.

 

Com a formatura se aproximando e em pleno período de estágio, Anderson Rezzadori acreditava que sua participação na equipe teria encerrado com a conquista da fase estadual, no final de 2009. Ao ser aprovado para o curso de Engenharia Agronômica do Campus, vibrou com a possibilidade de participar da fase nacional. "Está sendo muito emocionante poder voltar à equipe e reiniciar os treinos. Tenho um orgulho muito grande de representar a instituição", relata.

 

O acadêmico lembra que a prática de esporte, independente das disputas, é fundamental para garantir uma vida mais saudável. "A instituição desenvolve um trabalho muito importante, oferecendo a oportunidade dos alunos e acadêmicos praticarem esportes", cita. No entanto, destaca que o esporte é só uma pequena parte da vida escolar e acadêmica. "Não praticamos esporte apenas, temos que estudar, participar de outras atividades. É preciso organização e disciplina para dar conta de tudo. Precisamos nos superar a cada momento", indica.

 

Por não conhecer os adversários e o nível das equipes, o professor Luiz Rossetto avalia que o trabalho fica mais difícil. "Temos que trabalhar duro para preparar uma boa equipe para chegar ao melhor condicionamento físico, que represente bem a instituição e o Estado", ressalta.

 

O professor não dá folga para os atletas e reconhece que exige dedicação. "Sem esforço não há trabalho", garante.

 

Rossetto avalia a equipe como um grupo humilde e disciplinado, fácil de trabalhar. "Todos têm muita vontade de jogar, de acertar. É uma equipe com grande capacidade de surpreender os adversários", indica. Ele agradece a direção do Campus que tem dado todas as condições necessárias à equipe nos treinos.

 

O treinamento do grupo é o último trabalho de Rossetto na instituição. Logo após a disputa dos jogos em Brasília, ele se aposentará. "Estou muito feliz porque estou encerrando minha carreira com chave de ouro", diz.

Galeria

Equipe treina todas as manhãs, das 6h às 7h Atletas de vários cursos da instituição integram a equipe Treino exige dedicação Professor Luiz repassando instruções sobre o treino aos atletas

Veja mais

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Câmpus Sertão

Rodovia RS 135, Km 25 | Distrito Eng. Luiz Englert | CEP: 99170-000 | Sertão/RS

E-mail: comunicacao@sertao.ifrs.edu.br | Telefone: (54) 3345-8000 | Fax: (54) 3345-8006/8022/8003