Informações da página

Você está em: Página Inicial > Comunicação > Notícias

Início do conteúdo

Atividades culturais marcam a Semana dos Povos Indígenas no Campus

Apresentação do Grupo de Dança Góy R? (Cachoeira Grande)

A Semana dos Povos Indígenas e o Dia do Índio, comemorado no dia 19 de abril, contou com várias atividades artísticas e culturais em comemoração e reflexão às datas no Campus Sertão.

A professora de Artes do Campus Elisa Iop realizou um trabalho especial em sua disciplina com os alunos do 1º ano do curso Técnico em Agropecuária integrado ao Ensino Médio.

O trabalho teve início com um debate em torno do episódio "Quem são eles?", da série "Índios no Brasil", realizado pela TV Escola em 2000. O episódio traz a tona, por meio de entrevistas com pessoas de diversas partes do país, ideias e valores arraigados no senso comum sobre a realidade indígena, os quais estão na base do processo de discriminação sofrido pelas comunidades. Os nove personagens escolhidos para representarem seus povos rebatem esses equívocos.

Outra atividade foi uma roda de conversa com o indígena Marlon de Freitas Pandolfo (Fóg Vanh Ká), acadêmico do Curso de Agronomia do Campus, sobre a sociedade kaingang, a sua forma de organização social que se caracteriza pela existência de duas metades exogâmicas, patrilineares, complementares e assimétricas, designadas como Kame e Kanhru (a lenda os gêmeos/origem do povo kaingang). O indígena Marlon de Freitas Pandolfo destacou que essas metades são bem visíveis nas marcas (rá) presentes na pintura corporal kaingang e nas cestarias e/ou balaios. Os Kanhru-Kré possuem o rá fechado, ou circular, e os Kame possuem o rá aberto ou em formato de riscos abertos.

Na terça-feira, dia 19/04, foi exposta a intervenção artística com tintas naturais (de carvão, coloral e açafrão) nos troncos das árvores. A intervenção representou as marcas do povo kaingang (Kame y Kanhu-Kré) e foi realizada pela professora Elisa Iope e pelo acadêmico Alex de Conto Zampirom do primeiro período do curso de Zootecnia.

Também em comemoração ao Dia do Índio foram expostos alguns trabalhos de Artes desenvolvidos por alunos indígenas (em sua maioria) do curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio sobre a origem da formação do povo brasileiro: a contribuição dos indígenas; sobre propostas para a identidade visual do curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio que dão representatividade a língua kaingang e seus dialetos; e a elaboração de autorretratos para afirmação de suas identidades culturais enquanto indígenas e projeções para o futuro (sonhos/desejos).

Na noite de terça-feira, a apresentação do Grupo de Dança Góy Re (Cachoeira Grande) antes da sessão de cinema do projeto Campo Cultural, no auditório José Leocyr Dornelles Minussi, encerrou a programação artística e cultural alusiva à data. O grupo de dança foi criado pelos estudantes kaingangs do Campus com a finalidade de divulgar e oportunizar espaços de reflexão sobre a história e a cultura kaingang.

 

 

 

 

 

 

Galeria

Trabalho da exposição "Origem da formação do povo brasileiro: a contribuição dos indígenas - Caboclo ou mameluco (branco + índio)" Trabalho da exposição "Origem da formação do povo brasileiro: a contribuição dos indígenas" - Cafuzo (índio + negro) Elaboração de autorretratos para afirmação das identidades culturais enquanto indígenas e projeções para o futuro Intervenção artística com tintas naturais (de carvão, coloral e açafrão) nos troncos das árvores marcas do povo Kaingang (Kame y Kanhu-Kré) Intervenção artística com tintas naturais (de carvão, coloral e açafrão) nos troncos das árvores marcas do povo Kaingang (Kame y Kanhu-Kré) Intervenção artística com tintas naturais (de carvão, coloral e açafrão) nos troncos das árvores marcas do povo Kaingang (Kame y Kanhu-Kré) Intervenção artística com tintas naturais (de carvão, coloral e açafrão) nos troncos das árvores marcas do povo Kaingang (Kame y Kanhu-Kré) Roda de conversa com  o indígena Marlon de Freitas Pandolfo, acadêmico do Curso de Agronomia do Campus, sobre a  sociedade Kaingáng Roda de conversa com  o indígena Marlon de Freitas Pandolfo, acadêmico do Curso de Agronomia do Campus, sobre a  sociedade Kaingáng Roda de conversa com  o indígena Marlon de Freitas Pandolfo, acadêmico do Curso de Agronomia do Campus, sobre a  sociedade Kaingáng Roda de conversa com  o indígena Marlon de Freitas Pandolfo, acadêmico do Curso de Agronomia do Campus, sobre a  sociedade Kaingáng apresentação do Grupo de Dança Góy R? (Cachoeira Grande) Apresentação do Grupo de Dança Góy R? (Cachoeira Grande) Apresentação do Grupo de Dança Góy R? (Cachoeira Grande) Apresentação do Grupo de Dança Góy R? (Cachoeira Grande)

Veja mais

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Câmpus Sertão

Rodovia RS 135, Km 25 | Distrito Eng. Luiz Englert | CEP: 99170-000 | Sertão/RS

E-mail: comunicacao@sertao.ifrs.edu.br | Telefone: (54) 3345-8000 | Fax: (54) 3345-8006/8022/8003