Informações da página

Você está em: Página Inicial > Comunicação > Notícias

Início do conteúdo

Estudantes do IFRS - Campus Sertão conquistam medalhas de ouro e prata na Olimpíada Brasileira de Agropecuária 2016

Equipes Repensando a Agropecuária e TecSertão junto ao Diretor-geral do Campus Sertão, Odair José Spenthof

As duas equipes do Campus Sertão que disputaram a Olimpíada Brasileira de Agropecuária 2016 (OBAP) conquistaram medalha de ouro e de prata. O Campus ainda teve o estudante com a maior nota individual, Dieferson Frandaloso, que atingiu uma pontuação de 23,5. A fase presencial da OBAP foi entre os dias 7 e 9 de outubro em Uberlândia, Minas Gerais.

A equipe TecSertão conquistou a medalha de ouro e a segunda colocação geral da OBAP. A TecSertão esteve sob orientação do professor Clever Variani e foi formada pelos estudantes Anderson Dalzotto De Nardi, Dieferson Frandaloso e Francisco Miguel Huppes. Já a equipe Repensando as Ciências Agrárias sob orientação do professor Adriano Michel e formada pelos estudantes Julio Tagliari Balestrin, Leonardo Meirelles da Silva e Vinicius Rampazzo conquistou a medalha de prata e a sexta colocação geral.

Além de receber as premiações, os medalhistas poderão ser convidados para integrar a equipe que viajará para França para representar o Brasil na Olimpíada Internacional de Ciências da Terra (IESO), em 2017. Para isso, haverá uma etapa seletiva.

A OBAP é uma competição científica nacional destinada aos alunos do curso Técnico em Agropecuária e demais cursos do Eixo Tecnológico Recursos Naturais de todo Brasil. O objetivo da Olimpíada Brasileira de Agropecuária é estimular o ingresso de jovens do ensino médio/técnico integrado, concomitante e técnico subsequente em carreiras técnico-científicas, incentivando a participação em atividades de iniciação científica, colocando-os em situações desafiadoras, estimulando a cooperação e a integração entre eles. A fim de promover uma maior produção de inovações tecnológicas e desenvolvimento regional, retornando assim, para a sociedade brasileira, benefícios originados da melhoria no ensino público de nível médio e técnico ligados à agropecuária.

A competição teve três fases em que os alunos realizaram as provas individualmente, sendo as duas primeiras fases virtuais e a última fase presencial.

A fase presencial foi dividida em duas etapas: na primeira, as equipes classificadas de realizaram prova prática proposta pela organização; na segunda etapa cada integrante fez uma prova individual contendo vinte questões objetivas e quatro questões discursivas.

As duas equipes foram recebidas pelo diretor-geral do Campus Sertão, Odair José Spenthof, que parabenizou o empenho dos estudantes e dos professores orientadores. "Vocês são o exemplo de que nossos cursos têm formado ótimos profissionais. Parabéns pela conquista que certamente ficará marcada não só no currículo, mas na vida de cada um de vocês", disse o diretor dirigindo-se aos estudantes.

Os resultados foram surpresa para os estudantes. "Eu não tinha noção de que poderíamos ter esses resultados", conta Júnior Tagliari.

A formação no curso Técnico em Agropecuária integrado ao Ensino Médio do Campus Sertão, na opinião do melhor estudante na etapa individual da OBAP, Dieferson Frandaloso, foi responsável pelas ótimas classificações das equipes na competição. "Não tivemos uma preparação específica para a OBAP, ou seja, não fizemos aulas e estudos sobre os conteúdos apenas para a competição. Nós nos preparamos para sermos bons profissionais dentro do curso", disse.

O fato de não ter sido realizada uma preparação com as equipes especificamente para a participação na OBAP, conforme o professor orientador da equipe TecSertão, Clever Variani, torna as conquistas ainda mais significativas. "Cheguei há pouco mais de três anos no Campus e sempre ouvi falar da tradição da Instituição na formação de Técnicos em Agropecuária. É muito bom perceber que continuamos formando ótimos técnicos e que ainda ganhamos destaque no cenário nacional. Dois resultados tão expressivos nos faz acreditar que estamos no caminho certo. Claro que podemos melhorar sempre, mas nos faz ter ainda mais orgulho de estar neste Campus e contribuir com a for5mação cidadã desta gurizada" disse.

Segundo o professor Clever, a OBAP também está se reformulando para melhorar o nível da competição e possibilitar uma diversidade maior, buscando parcerias para compensar o orçamento reduzido já neste ano.

Para o estudante Anderson Dalzotto De Nardi da equipe TecSertão a participação na OBAP foi uma experiência marcante. "ivemos a oportunidade de conhecer outros institutos e campi, outras culturas, outras formas de falar e pudemos fazer amizades. Isso foi demais!" conta.

A trocar informações sobre diferentes tipos de produção foi muito importante, na opinião do estudante Vinicius Rampazzo da equipe Repensando as Ciências Agrárias. "rocamos informações sobre os tipos diferentes de produção, de solo, de clima e de relevo com os outros participantes e aprendemos muito nessas conversas" contou.

Os estudantes das duas equipes agradecem aos professores do Campus, especialmente aos orientadores e ao professor Gladomir Arnold pelas aulas práticas.

Galeria

Entrega da premiação ao melhor estudante na etapa individual da OBAP, Dieferson Frandaloso, da equipe TecSertão Entrega da premiação à equipe TecSertão, segunda colocada e medalha de ouro na competição

Veja mais

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Câmpus Sertão

Rodovia RS 135, Km 25 | Distrito Eng. Luiz Englert | CEP: 99170-000 | Sertão/RS

E-mail: comunicacao@sertao.ifrs.edu.br | Telefone: (54) 3345-8000 | Fax: (54) 3345-8006/8022/8003