Informações da página

Você está em: Página Inicial > Comunicação > Notícias

Início do conteúdo

Arte e educação foram temas de palestras para o curso de Licenciatura em Ciências Agrícolas

A professora Mestre Mariangela Rotta Detoni falou sobre "O Erotismo como propulsor do Ato Poético - Por uma ética da sexualidade na escola"

Os acadêmicos do curso de Licenciatura em Ciências Agrícolas do Campus Sertão do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), futuros educadores, debateram a relação entre arte e educação em duas palestras promovidas na tarde de 12 de novembro na sala do novo prédio.

"O Erotismo como propulsor do Ato Poético - Por uma ética da sexualidade na escola" foi a palestra da professora Mestre Mariangela Rotta Detoni. Na palestra, Mariangela explica que o homem tem instintos como os animais, mas o que o diferencia é sua capacidade de criar novos pensamentos e novas conexões. "A vida civilizada impõe limites e os instintos sublimados e reprimidos retornam de forma criativa, através das obras de literatura, música, arte, descobertas e invenções", expõe.

Dentro destes instintos está o sexual e, conforme Mariangela, é o erotismo que faz o homem não ser animal. "O animal não faz sexo por amor, mas por instinto?, diz. Nesta perspectiva, o universo da criação é onde se manifesta o desejo reprimido do ser humano. ?O que nos impulsiona na vida é o desejo, nem sempre o sexual", ressalta

Segundo a professora, o ato poético é a vazão dos desejos reprimidos. "É a falta de expressão que leva um aluno ser problemática. Para ajudá-lo, como educadores, temos que proporcionar uma atividade artística e cultural a este aluno", indica.

Mariangela considera fundamental desmistificar a questão da sexualidade na sala de aula. "O erotismo é o belo do sexo. Tudo o que suja o belo do sexo é pornografia", avalia. Ela destaca que os acadêmicos, como futuros educadores, têm esta missão de desmistificar o sexo e despertar seus alunos para a criação e a construção do ato poético.

"Educação Multicultural" foi o tema da palestrada ministrada pela professora Mestre Elisa Iop, o qual objetivou abordar os pressupostos centrais que norteiam a educação multicultural, fundamentada em uma perspectiva crítica: origem, conceito e pressupostos centrais.

Elisa citou o autor Peter Mclaren (1997) para relatar que o multiculturalismo crítico, como destaca apóia-se num projeto de transformação social e contempla a equidade como a grande meta a ser atingida. "Pode também ser entendido como um conjunto de diretrizes político/pedagógicas que busca garantir o acesso escolas a todos os alunos- independentemente de qualquer forma de diferenciação étnica, social, sexual e cultural - e o preparo de todos para viver numa sociedade multicultural", reforça.

Mediante a apresentação de fragmentos de sua história de vida, a palestrante destacou um dos conceitos centrais do multiculturalismo: a visão antropológica de cultura, bem como a importância do reconhecimento da própria identidade cultural dos futuros professores do Curso de Licenciatura em Ciências Agrícolas, para então a partir daí e/ou concomitantemente, promover o acesso, o encontro à outros códigos e culturas. "Como diz Gimeno Sacristán: não se pode abordar o encontro entre culturas mais distantes entre si quanto o currículo não responde com representatividade nem sequer à cultura na qual surge e a qual pretende servir", cita.

No encerramento, os alunos foram desafiados a desenvolverem ações pedagógicas fundamentadas na perspectiva multicultural crítica, a valorizarem o conhecimento referente a área de Ciências Agrícolas que vêm de fora das "muralhas da escola", que está no cotidiano dos alunos, de suas famílias e culturas específicas.

Galeria

"Educação Multicultural" foi o tema da palestrada ministrada pela professora Mestre Elisa Iop

Veja mais

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Câmpus Sertão

Rodovia RS 135, Km 25 | Distrito Eng. Luiz Englert | CEP: 99170-000 | Sertão/RS

E-mail: comunicacao@sertao.ifrs.edu.br | Telefone: (54) 3345-8000 | Fax: (54) 3345-8006/8022/8003